Por Que a Pobreza é uma Doença no Século 21?


Considerando que “toda a vida é uma série de problemas que devemos tentar e resolver”, como disse Violet Crawley, a condessa viúva de Grantham da série Downton Abbey, fica evidente que os problemas estarão sempre presentes em nossas vidas enquanto estivermos vivos, independente de onde nascemos, crescemos e vivemos e de quem são ou foram nossos pais, avós, amigos…

Durante a infância e adolescência, a maioria de nós não é capaz de resolver problemas sozinho, o que se torna um problema constante na vida de nossos pais e mães. Já na fase adulta espera-se que tenhamos capacidade para resolver problemas em nossos empregos, empresas, famílias, comunidade, cidade, estado, país, planeta… Historicamente, de maneira simplificada, pode-se afirmar que líderes se tornam líderes e eventualmente ficam ricos justamente durante o processo de resolver problemas de outras pessoas.

Uma fórmula muito eficaz para atrair e acumular riquezas é justamente buscar problemas coletivos e criar soluções que possam ser utilizadas por milhares e até mesmo milhões de pessoas. Se quiser ficar milionário ajude milhares de pessoas, se quiser ficar bilionário ajude milhões de pessoas com sua imaginação e capacidade de resolver problemas, simples assim.

E a maior diferença entre ricos e pobres está exatamente na capacidade de resolver problemas.

Independentemente da quantia de dinheiro no banco, em casa ou no bolso, é justamente a sua capacidade de resolver problemas que vai permitir que você cresça financeiramente, fique estagnado ou entre em decadência, como já aconteceu com muitas pessoas que nasceram ou ficaram ricas do dia para a noite, mas terminaram suas vidas na miséria.

Se você for empregado, você precisa resolver problemas para seu chefe e patrão. Se você for empreendedor, terá que resolver problemas para seus clientes. Seus produtos e serviços precisam ajudar estas pessoas a enfrentarem desafios profissionais ou pessoais e tornarem suas vidas melhores de alguma forma.

Sempre foi assim desde o momento em que nossos antepassados se reuniram em grupos para resolver problemas coletivos, viver e prosperar em comunidades que deram origem a cidades, países, etc.

Foi assim que surgiram os reis, os nobres, o clero e o povo, e por muitos séculos este tipo de pirâmide social feudal foi usada dar privilégios a pessoas que tinham terras, títulos, alguma passado glorioso, uma posição na hierarquia da igreja.

De certa forma até cerca de 100 anos atrás, a maioria dos países ainda era organizada dessa forma e se seus avós, bisavós e outros antepassados, eram como os meus, eles circulavam entre o povo e tinham profissões operárias, serviçais, na base dessa pirâmide. Se você teve sorte de ser descendente de reis ou nobres, meus parabéns, porque você começou na vida muito melhor do que eu e a grande maioria de nós seres humanos.

Durante o século 19 ou antes, era muito difícil que alguém que tivesse nascido no povo, pudesse ascender socialmente, deixar de ser pobre e ficar rico usando os próprios talentos e esforços, mas essa situação veio a mudar radicalmente durante o século 20.

Existe um número enorme de histórias de homens e mulheres de sucesso que nasceram pobres e construíram fortunas gigantescas durante suas próprias vidas, que depois foram deixadas para seus filhos e outras gerações de suas famílias, o que fez com que conservar riqueza viesse a ser um novo problema a ser resolvido, já que muitos dos descendentes não souberam dar continuidade e expandir os negócios iniciados pelo fundador dezenas de anos antes, começando muitas vezes da mais absoluta miséria. Para ilustrar, assista por exemplo, “Walt Antes De Mickey”, para ver como era a vida de Walt Disney no início de sua carreira.

A verdade é que durante o século 19 e 20 muitos reis foram destronados, muitos nobres caíram socialmente vertiginosamente, por falta de capacidade de resolver problemas. E outras pessoas inicialmente menos privilegiadas, ascenderam socialmente da pobreza em direção à riqueza e super-riqueza em algumas dezenas de anos, algumas vezes até mesmo em menos de 10 anos, como vem acontecendo cada vez mais regularmente. O que significa que para se tornar rei ou rainha hoje em dia tudo que você precisa fazer é declarar para si mesmo e para o mundo que um determinado reino é seu e lutar para tornar sua declaração uma realidade!

Além de todas as grandes descobertas tecnológicas do século 20, acredito que a maior descoberta de todas tenha sido a constatação de que um ser humano pode mudar o próprio destino através da mudança na sua forma de pensar e agir. Essa descoberta nos coloca diante de um fato extremamente interessante cujo conhecimento espero que não deixe você dormir esta noite! 🙂

Espero que você fique extremamente entusiasmado e feliz com o que vou te contar a seguir, assim que você observar esta curva exponencial que mostra uma aceleração na velocidade em que as descobertas tecnológicas são inventadas.

Observe esta curva procurando sentir a frieza e realidade absoluta dela na sua vida e em tudo o que você faz, pois ela indica que o ritmo das mudanças está acelerando cada vez mais e que você precisa acelerar a si mesmo para poder acompanhar o ritmo do que está acontecendo ao seu redor.

O que me traz de volta à grande descoberta do século 20 que já mostrou inúmeras vezes que é possível mudar pessoas, fazendo com que elas saiam da pobreza e cheguem à riqueza em poucos anos a partir da reprogramação de suas mentes subconscientes.

No princípio eram dezenas, mas hoje são milhares de autores afirmando exatamente isso. Tudo começou com Napoleon Hill, Dale Carnegie e outros autores americanos, mas hoje temos também Roberto Shiniyashiki, Nuno Cobra, Marcos Trombetta e tantos outros autores brasileiros procurando fazer com que você acorde para a verdade que mostra que você pode mais, que você é capaz de mudar, crescer e acumular riquezas partindo de mudanças interiores, em sua mente e seu cérebro.

E milhares de coaches, dos mais variados tipos, estão prontos para te dizer exatamente isso também. Possivelmente eles vão usar palavras rebuscadas e termos complicados para mostrar autoridade no assunto que estão tratando. Possivelmente eles têm especialidades em programação neurolinguística, medicina energética, saúde quântica, emotional freedom techniques e outras tantas técnicas de auto-ajuda disponíveis no mercado de auto-ajuda.

Mas independentemente do que eles possam ter te contado, o fato é que hoje, no século 21, com tudo o que já sabemos sobre o comportamento humano e principalmente a neurociência, que estuda o funcionamento de nossos cérebros diante das mais variadas situações, mais do que uma condição financeira negativa, a pobreza é o reflexo de um estado mental e emocional que limita sua capacidade de resolver problemas e que possivelmente também cria mais problemas em sua vida

Este estado mental e emocional doentio pode ter sido programado em você, eventualmente desde que você nasceu, através de palavras, conceitos, ideias limitantes que atuaram no seu sistema subconsciente como verdadeiros mosquitos pestilentos, danificando algumas partes preciosas da sua mente e cérebro.

Independentemente do seu grau de parentesco o fato é que quem infectou você com o vírus da pobreza, também estava infectado antes, e provavelmente você foi infectado pelas pessoas mais próximas a você, especialmente seus familiares e amigos. Se quiser aprofundar a pesquisa você vai perceber que infelizmente este processo de contágio vem acontecendo por várias gerações em sua árvore genealógica.

Se você estiver infectado com o vírus da pobreza, terá mais dificuldade para entrar em ação quando oportunidades aparecerem na sua frente.  Por isso, ao reconhecer que foi infectado, é extremamente importante buscar novas relações com pessoas que não tenham sido infectadas ainda ou que já tenham se libertado das garras deste vírus implacável.

Eliminar auto-sabotagem, bloqueios emocionais, traumas, crenças limitantes, pensamentos negativos improdutivos, nada mais é do que eliminar uma parte de você que ainda te segura e mantém escravo de comportamentos pobres. E lembre-se na próxima vez que você ouvir falar em auto-sabotagem que ela nada mais é do que uma falha no seu funcionamento em que você ao invés de resolver um problema acaba causando outro, talvez de tamanho ainda maior.

Fazer esta faxina emocional e de hábitos externos conduz a uma transformação definitiva de pobre a rico, e é uma forma eficaz de erradicar o vírus da pobreza de uma pessoa. E acredito que nunca foi tão importante fazer esta erradicação como agora, quando estamos diante de toda essa aceleração exponencial no desenvolvimento tecnológico, que poderá nos trazer problemas ainda maiores para serem resolvidos.

A evolução humana sempre foi diretamente afetada pela tecnologia inventada ao longo do tempo. Desde a descoberta do fogo até o celular extremamente potente que você carrega em seu bolso, todas as descobertas tecnológicas influenciaram fortemente a maneira como pensamos, vivemos, interagimos e sonhamos.

Nem sempre é fácil acompanhar o ritmo dos parceiros de corrida, principalmente se esta “corrida” for globalizada e estiver constantemente apitando no seu celular. Então é possível que você esteja sentindo alguns sintomas do vírus da pobreza, por outros motivos além da sua situação financeira…

Se você costuma sentir ansiedade, depressão, dependência de raiva e outras emoções negativas com frequência, saiba que elas nada mais são do que sintomas causados pelo vírus da pobreza.

E independentemente da classe social em que você se encontra neste momento, você precisa se vacinar o mais rapidamente possível para recuperar a expandir sua capacidade de resolver os problemas que sempre continuarão chegando para você solucionar, como afirmou sabiamente a condessa viúva Violet Crawler.

Clique aqui ou na imagem abaixo para saber mais sobre A Vacina Anti-Pobreza e como aplicá-la para melhorar sua vida e a da sua família ainda hoje.

Seus filhos vão agradecer muito quando souberem que você tomou todas as medidas necessárias para fazer com que eles não sejam infectados com o vírus da pobreza.


Curta e comente!